martim
Ago 18, 2020 | 30 min read

Podemos promover de igual forma um website antigo e um website novo nos motores de busca? Claro que sim, mas no caso de um website novo, precisamos de investir mais tempo, esforço e dinheiro

Se você tem um website, tem a função de trabalhar os produtos ou serviços que oferece, assim como saber tudo o que se passa nos bastidores. Assim, vai poder tomar decisões informadas a nível de SEO, quere seja feito por si, por software especializado ou por uma agência.

Por essa razão, é importante saber tudo o que puder sobre como otimizar um website como o seu para os motores de busca desde o dia 1.

Nesse artigo vamos ver como trabalhar o SEO de um website que está pronto, mas ainda fora do radar dos motores de busca. Mas antes antes disso, vamos perceber o que é um novo website para os motores de busca. 

Como o Google vê novos websites

Quando o SEO estava a começar, ficar no topo do Google era igual a comer torrada no café da manhã. Você podia lançar um website otimizado para qualquer palavra-chave, obter backlinks de qualidade e ver o seu ranking no topo dos motores de busca antes do amanhecer. 

Claro que o Google não gostava que tantos websites tirassem partido disso e, como resultado, a Caixa de Areia do Google foi criada, apesar de a empresa o negar. Acreditamos que o principal objetivo seja prevenir que websites de baixa qualidade e táticas ilegais subam nos motores de busca. Podemos pensar nisso como o Google, que é a mãe, coloca o seu filho – os novos websites, numa caixa de areia (ou quarto escuro), até que eles consigam se comportar.

Ou seja, o Google coloca todos os novos websites num período de teste que pode demorar até um ano, para se assegurar das boas práticas do website, e para garantir que não chegam ao topo dos resultados de pesquisa com táticas ilegais. 

Mas se seguir os passos que estão nesse artigo, vai poder mostrar ao Google que tem as melhores intenções com suas práticas de SEO. 

1. Monitorize os resultados futuros de SEO

O mundo do SEO tem muitas ferramentas especializadas, o que dificulta a decisão de que ferramenta usar em que momento, sobretudo se está a começar no mundo do tráfego orgânico. 

De momento, não há qualquer dado sobre seu website. Mas não se preocupe! Dê o primeiro passo e prepare-o para o suceso que vai ter com SEO. Basta preparar algumas ferramentas dos motores de pesquisa que lhe vão dizer qual o passo que deve tomar a seguir. 

Olhe para seu website com os óculos da Google através do Google Search Console

Uma ferramente Grátis do Google que lhe vai permitir saber com que frequência seu website é rastreado, como é que o Google vê seu website, e sugerir melhorias em problemas que encontrar na Google Search Console. Basicamente, essa ferramenta dà-lhe dicas do motor de busca que quer impressionar. 

Começar com o Google Search Console não é difícil. Assim que estiver preparado e seu website estiver ao vivo, basta dar algum tempo para recolher dados e depois assegurar que o Google percebe o seu conteúdo, que descobre as pesquisas que levam as visitas ao seu website, e mais!

Dica: A ferramenta de Webmasters do Bing é outra ferramenta do motor de pesquisa da Microsoft que lhe vai dar dados adicionais e conselhos para melhorar seu SEO. 

Prepare-se para monitorizar o tráfego com o Google Analytics

Assim que abrir as portas do seu site para o Google e começar a receber tráfego, é essencial que tenha já instalado o Google Analytics para que saiba quantas visitas estão a chegar e como interagem com o seu website. É uma ferramenta poderosa, flexível e sobretudo grátis do Google que lhe vai ajudar a perceber melhor os seus visitantes. 

Pode monitorizar suas vendas, perceber que conteúdo a sua audiência prefere, e como chegam ao seu website no primeiro lugar com o Google Analytics.

2. Faça uma pesquisa de Palavras-Chave

Agora que o trabalho de preparação está feito, é tempo de começar a recolher dados. E por isso vamos focar no grande passo do SEO – encontrar as palavras-chave para as quais queremos rankear.

Quando um website está ao vivo há algum tempo, tem classificações para determinados termos de pesquisa, e estes dados permitem-lhe continuar a crescer e a atrair visitas. No entanto, para novos websites, como não há dados com que trabalhar, é necessário trabalhar com conteúdo desde o dia 1, e desde o 1º termo de pesquisa.

Com uma lista de palavras-chave, vai conseguir ter um plano de ação para ter uma forma de atrair visitas ao seu website. 

Aumente a sua lista de Palavras-Chave

A forma mais simples e barata de ter ideias de palavras-chave para o seu negócio está mais uma vez no Google. Quando pesquisa no Google, preste atenção ao preenchimento automático do Google que lhe permite saber os termos de pesquisa comuns…

O “as pessoas também perguntam” também pode dar ideias ao sugerir perguntas semelhantes à sua pesquisa…

E as “pesquisas relacionadas” mostra as pesquisas semelhantes aos termos pesquisados.

Vai precisar de investir bastante tempo, mas pode analisar os dados disponíveis e perceber se há ideias de conteúdo que pode usar  no seu website. Além disso, pode começar com o Planeador de Palavras-Chave do Google
Se quer poupar tempo e automatizar esse processo, a Ferramenta de Sugestão de Palavras-Chave do SE Ranking vai-lhe dar bastantes sugestões de palavras-chave que pode utilizar, assim como o volume de pesquisas mensais, e nível de competição. Aproveite o teste grátis e veja por si!

Basta introduzir a palavra-chave e vai seceber sugestões relacionadas, semelhantes e cauda-longa, baseadas em pesquisas feitas por humanos. 

Mas lembre-se que tem de ter objetivos realistas quando escolhe suas palavras-chave. Regra geral, websites recentes não conseguem competir por termos de pesquisa comuns, pelo que seu tempo é melhor investido em termos de pesquisa de cauda longa, com menos competição. 

Estes são os principais pontos a ter em conta quando estiver a escolher palavras-chave:

  • Trabalhe sua temática: as palavras-chave que quer trabalhar são relacionadas com o seu produto ou serviço?
  • Volume de pesquisa: Há 3 categorias de palavras-chave e seu volume de pesquisas mensais: cauda-longa (até 500 pesquisas mensais), cauda média (até 2000 pesquisas mensais) e cauda-curta (mais de 2.000 pesquisas mensais). Nas suas campanhas promocionais, deve focar-se em palavras-chave com mais pesquisas mensais, mas há outro parâmetro que pode ajudar a perceber as palavras-chave com mais potencial…
  • Concorrência: Com a ajuda destes dados, vai poder perceber seu nicho ainda melhor, e perceber que palavras-chave deve trabalhar num novo website. Quanto mais baixa a concorrência, mais fácil vai ser ter uma boa classificação no Google. 

Coloque os dois parâmetros – Volume de Pesquisa e Competição – lado a lado para perceber que palavras-chave quer trabalhar. Por exemplo, a pesquisa “comprar celular” tem um alto nível de pesquisas e concorrência, mas o termo “comprar celular em Fortaleza” tem um nível baixo de concorrência e um volume médio de pesquisas. Com estes dados, pode chegar a um bom resultado, com pouco esforço, para a pesquisa “comprar celular em Fortaleza”. 

Dica: Não se limite a usar as melhores palavras-chave nas suas campanhas. Pense no objetivo de pesquisa e dê o seu melhor para dar uma solução ao problema. Dessa forma, vai ajudar quem está a pesquisar a resolver seus problemas e, ao mesmo tempo, promover o seu website nos motores de pesquisa

Analise seus concorrentes

Se ficar sem ideias de palavras-chave, ou não souber onde começar, analisar seus concorrentes para saber que palavras-chave trazem visitantes é uma boa opção. 

Com a ajuda da Ferramenta de Pesquisa de Concorrentes SEO/PPC do SE Ranking, basta introduzir o domínio de um concorrente em vez de seu website, e vai descobrir os termos de pesquisa que trazem mais visitas ao website. E se vir um termo de pesquisa que pode ser interessante trabalhar no seu website, basta tirar ideias…

Mas não escolha apenas os concorrentes com boas classificações no Google e que já estão no mercado há algum tempo – veja também websites mais recentes e com menos resultados. Assim, vai poder encontrar palavras-chave para as quais tem a possibilidade de rankear. Mas se decidir ir atrás de um concorrente e um dos líderes do seu nicho, saiba que vai ter muita dificuldade a tentar rankear para as mesmas palavras-chave. 

Se não sabe contra quem se deve comparar nos motores de busca, pode escolher várias palavras-chave e analisar ao usar a Ferramenta de Pesquisa de Concorrentes SEO/PPC, para saber que websites têm resultados para esses termos de pesquisa – esses são seus concorrentes!

Desenvolva um Plano de Conteúdo

Assim que perceber que temas deve abordar, deve desenvolver um plano de conteúdo. Lembre-se que desde a Atualização do Beija-Flor se tornou pública, seu conteúdo precisa de ser único, mas sobretudo, relevante. Não chega ter uma alta densidade de palavras-chave.

Cada peça de conteúdo que publicar deve ser:

  • Única: Quanto mais personalizado seu conteúdo for, mas valioso é para as pessoas e, em consequência, motores de busca. Para um melhor resultado, pelo menos 90% do seu conteúdo deve ser único. 
  • Legível: O seu conteúdo deve ser fácil de ler, digerir e compreender pela sua audiência. E o objetivo deve ser o mesmo: passar informação relevante para os seus potenciais clientes. Quando criar conteúdo bem estruturado e completo, a sua mensagem vai passar com mais qualidade. 
  • Especialista: Dê o máximo de detalhe possível sobre o tema que está a tratar para ajudar seu visitante. Um conteúdo excelente vai trazer não só trazer resultados em suas promoções, mas vai permitir ser um líder de opinião junto de seus clientes. 

Mas… e que formato de conteúdo?

Dependendo do seu nicho e modelo de negócio, precisa de decidir o tipo de formato de conteúdo que quer no seu website – um blog, infográficos, vídeos, webinários, páginas detalhadas de produto/serviços, apresentações, casos de estudo, etc.

Analise seus concorrentes para perceber que conteúdos funcionam melhor para eles e veja o que pode resultar para um novo website, como o seu. Talvez já tenha o conteúdo que precisa para os primeiros meses. Não quer desperdiçar o seu orçamento em algo que não vai trazer resultados, certo? 

3. Otimize o SEO técnico

Agora que já sabe como tratar do conteúdo a ser produzido, vamos falar sobre os passos de SEO técnico mais importantes para o seu website. Estas são as técnicas invisíveis que vão trazer visitas ao seu website através de uma experiência otimizada. 

Se o seu novo website não foi criado com estes pontos em mente, precisa de trabalhar com eles o mais rapidamente possível pois podem ser a principal razão pela qual está a demorar tanto tempo a mostrar resultados orgânicos.

Otimize o seu website para tráfego móvel

Hoje em dia, mais pesquisas são feitas em dispositivos móveis do que em computadores, o que torna importante ter um website que ofereça uma boa experiência móvel. E já que o Google se preocupa com seus usuários, o motor de busca costuma dar uma melhor classificação a websites com bom desempenho em mobile

Mas já que ainda não sabe se a maioria do seu tráfego será em mobile ou desktop, o melhor é otimizar para ambos os dispositivos. 

Graças ao design responsivo , o seu website vai ajustar para o dispositivo onde está a ser visualizado. A melhor parte é que não tem de criar páginas diferentes para mobile e desktop para obter os melhores resultados no motor de busca. E melhor ainda, todos os sinais de relevância vão ser enviados ao Google de uma única página, o que aumenta a autoridade de seu website. 

Dica: Se tiver um website de notícias, deve implementar o Accelerated Mobile Pages (AMP). Isto vai permitir ser partilhado nas Notícias do Google e receber tráfego extra. 

Faça o seu website carregar rapidamente

Hoje em dia, as pessoas não gostam de esperar por nada, e estão habituadas a ter páginas que carregam rapidamente. As páginas que demoram a carregar têm uma alta taxa de rejeição, baixos números de conversão e, se o seu website não é rápido, nunca vai chegar à primeira página do Google.

Além de uma hospedagem de qualidade, há várias coisas adicionais que pode fazer ao melhorar seu website, como otimizar suas imagens, cortar o tempo de resposta do servidor, usar compressão de ficheiros e cache do motor de busca, assim como reduzir os ficheiros JavaScript e CSS, para mencionar alguns. 

Crie um mapa do site XML

Assim que estiver a postos de ter seu website indexado, crie um mapa do site XML. Com um mapa do site XML, pode dar aos motores de busca uma lista de páginas que quer rastrear e indexar. Ao fazer isso vai permitir aos motores de pesquisa encontrar suas páginas e trazer visitas ao seu website. 

Pode criar um mapa do site XML na nossa ferramenta de Auditoria de Website, e personalizar para incluir apenas as páginas necessárias. 

Depois pode subir o mapa do site XML ao Search Console, ou Ferramentas Webmaster do Bing e monitorizar quantas páginas estão a indexar para se assegurar que está no caminho certo. 

Crie um ficheiro robots.txt

Todos os websites precisam de um ficheiro robots.txt, onde contém todas as regras de como os rastreadores devem interagir com seu website e onde podem ir. Se o Google não encontrar seu ficheiro robots.txt e encontrar uma página 404, vai monitorizar todas suas páginas. Mas se vir que o ficheiro não é acessível devido a um erro, vai ficar sem saber o que monitorizar e, como resultado, não vai rastrear as páginas do seu website e, assim não as vai indexar. 

Para novos websites, é essencial confirmar que já tem um ficheiro robots.txt, e que está hospedado em (seudominio)/robots.txt. Se já tem o ficheiro, confirme que não impede o Google de rastrear as páginas necessárias do seu website. No final de contas, é muito comum ver websites que fecham totalmente páginas ao ficheiro robots.txt até a página estar concluída. 

É importante também mencionar que se deve assegurar que não bloqueia ficheiros que estão ligados a renderização da página, já que isso pode afetar seu SEO. Mais ainda, se não o definir corretamente, arrisca a que seu website não possa ser acedido pelos mtoores de busca. 

Com a Auditoria de Website do SE Ranking, pode também confirmar se o ficheiro robots.txt está a funcionar corretamente. 

Resolver esses problemas hoje em dia vai evitar aumentar seu número no futuro quando a dimensão de seu website seja maior. E mais, evita enviar mais mensagens negativas ao Google do que o que tem de fazer.

Dica: Para perceber melhor tudo o que há de errado com seu website e como corrigir, pode usar um serviço de mapa de calor. Vai permitir encontrar mais sobre a usabilidade de seu website, os usuárias e como interagem com seu website. Dessa forma, vai ser capaz de aprender que conteúdo é mais relevante, e onde deve focar sua atenção. 

4. Otimize o seu SEO na página

Um aspeto do SEO sobre o qual tem controlo total é a otimização em página. E felizmente há muito pouca tecnologia envolvida para esta otimização. 

Outra das vantagens é que este processo é o mesmo, para websites novos e antigos. O SEO em página é um requisito tanto para novos websites como para websites antigos. Assim que o núcleo semântico estiver completo, pode começar a otimizar as páginas para os motores de busca. 

O principal objetivo de SEO em página é melhorar o conteúdo do website para que seja mais relevante para os motores de pesquisa e, em consequência, atrair mais tráfego. Vamos ver o que deve ter em conta:

Tenha tag titles relevantes

Antes dos usuários entrarem no seu website há informação sua nos motores de busca. E essa informação é o título da página para o qual está a rankear, apresentado com um link azul, e que funciona como o título da página quando é partilhada nas redes sociais. 

De acordo com as melhores práticas, é aconselhado que coloque a palavra-chave na etiqueta do título (no url), o mais próximo possível do início para dizer aos motores de busca do que trata a sua página. E procure também ter um título diferente da concorrência para convidar as pessoas a visitar o seu website. 

Com a Auditoria do Website do SE Ranking, pode estar a par, e rever dos títulos das suas páginas – perceber se cativam a atenção do usuário e perceber se a palavra-chave que quer rankear está a ser utilizada. 

E mais! Pode ainda definir a dimensão ideal das suas tags para se assegurar que não são demasiado curtas ou longas. 

Escreva meta descrições cativantes

Assim como a title tag, a meta description pode ajudar a melhorar a taxa de cliques, e assim trazer mais olhos para o seu conteúdo. 

A meta descrição serve como exemplo de texto para os motores de busca e os usuários perceberem que tipo de informação contém a página. Pode pensar na meta descrição como um anúncio. É aqui que pode deixar a criatividade rolar e ser mais cativante que os concorrentes.

Por essa razão, tente sempre que as descrições das páginas contenham a palavra-chave, assim como que sejam o mais cativantes possível. 

Com a ajuda da Auditoria de Website do SE Ranking vai ser capaz de olhar para trás e analisar todas as meta descrições das páginas do seu website. 

Além de ver o texto na descrição, vai poder ver a descrição do texto e perceber se é demasiado curto ou longo, assim como perceber se tem descrições duplicadas. 

Otimize as imagens

Nem todos os usuários sabem que as imagens podem afetar o SEO de um website e a sua usabilidade. Não desperdice essa oportunidade e tenha os seguintes pontos em mente ao adicionar imagens ao seu website:

  • Adicione imagens com pouco peso para que as páginas carreguem rapidamente
  • Adicione um nome de ficheiro que contenha a palavra-chave que quer rankear
  • Adicione alt texts (descrições) completas para explicar ao motor de busca do que trata a imagem

A Auditoria de Website do SE Ranking permite-lhe perceber o alt text usado na imagem assim como a sua dimensão para confirmar que está no caminho certo. 

Dica: Se o seu website for WordPress, aproveite o plugin ShortPixel para reduzir a dimensão das imagens. 

Tenha títulos de qualidade

Além do título, URL e Meta Descrição, o título de uma página web diz tanto aos visitantes como aos motores de busca qual o tópico de que fala. 

Com a ajuda das tags de cabeçalho h1-h6, pode estruturar a página para mostrar a sua hierarquia. E mais, verifique que nunca tem uma página com um título e um cabeçalho h1 que se contradizem. 

A principal ideia aqui é ter tags h1-h6 que descrevem claramente a página, e não a enchem de palavras-chave. Não basta colocar frases com uma letra maior e a negrito, já que os motores de busca procuram especificamente pelas tags h*. 

Para monitorizar todos os cabeçalhos das páginas do seu website, pode usar a Auditoria de Website do SE Ranking. No entanto, se se focar nas boas práticas desde o início, as suas tags devem todas ser aprovadas. 

5. Otimize o SEO fora da página com construção de links

Qual a importância dos links? Bem, conectam tudo na internet e é como vamos de um website para outro. Quando um website com audoridade fala e aponta para o seu, o link mostra aos motores de busca que o seu website tem valor, relevância e autoridade. 

Assim que perceber como funcionam, há muitas formas de construir backlinks para o seu website, mas vamos ver o que pode fazer com um website novo. 

Obtenha uma lista de backlinks dos concorrentes

Se está a dar os primeiros passos no seu novo website, ainda não tem qualquer backlink.
Por isso, onde começar?

Veja os backlinks dos seus concorrentes ao usar o Verificador de Backlinks do SE Ranking. Basta introduzir o domínio de um concorrente e vai ter uma lista de todos os backlinks:

Ao estudar cuidadosamente o perfil de backlinks dos seus concorrentes, pode ter ideias novas, perceber que backlinks têm, como os conquistaram, a autoridade dos domínios, e assim desenhar uma estratégia de construção de backlinks com base nos exemplos de seus concorrentes. 

Mas tenha em conta que não deve tentar copiar o perfil de backlinks de um concorrente – vai falhar 9 de 10 tentativas. 

O que deve prestar atenção ao desenhar a sua estratégia de construção de backlinks não é os seus concorrentes, mas os detalhes do seu negócio. Pense nos links que lhe vão beneficiar mais e quais podem ser obtidos mais facilmente. Talvez já tenha um cliente ou parceiro que possa falar sobre si noutro website?

Desenhe uma estratégia de construção de backlinks

Como mencionamos antes, para começar a construir backlinks, precisa de criar conteúdo excecional que as pessoas queiram partilhar. Estatísticas, listas, vídeos e infográficos recebem a maioria dos backlinks, mas cada caso é um caso…

Antes de produzir conteúdo, coloque objetivos realistas de acordo com a sua estratégia de marketing. É importante perceber onde a sua audiência investe mais tempo e perceber que tipo de conteúdo preferem, para o poder produzir. E prepare com tempo a sua estratégia de construção de links, pois é um processo que demora bastante tempo a trazer resultados. 

E, como não tem qualquer backlink, o seu principal objetivo deve ser começar com qualidade. Escolha um website com bastante autoridade, produza texto âncora fácil de ler e digerir, e não apresse o processo. O Google consegue analisar todo o seu perfil de backlinks e é capaz de notar se obteve demasiados backlinks num curto espaço de tempo. Se o Google determinar que a sua estratégia de conteúdo é pouco natural, pode trazer sanções manuais, por isso tenha cuidado. 

E mais, como obter o seu primeiro backlink é uma tarefa difícil, precisa de agir com precisão e escolher algumas páginas de qualidade para o seu website, como a Homepage, para onde vai tentar conquistar backlinks. Assim, vai aumentar as suas chances de ter links para páginas-chave. 

Desde a atualização de Penguin do Google, os backlinks de fraca qualidade não são tidos em consideração e apenas links de qualidade trazem resultados para o seu website a nível de relevância, autoridade e valor. Por isso, alguns links de qualidade trazem muito mais resultados do que centenas de links de fraca qualidade. 

Mantenha o comboio de SEO em andamento

Para sumarizar, queremos reforçar que os resultados orgânicos requerem consistência. O SEO require trabalho com regularidade. E se não pensa no SEO desde o primeiro dia, o Google vai demorar mais a mostrar o seu website a potenciais visitantes. 

Primeiro, resolva os problemas técnicos do seu website, para que tenha a casa arrumada antes de receber convidados. Depois, pode começar a construir a sua relevância e autoridade através de conteúdo de qualidade e, por fim, backlinks. Estes são todos os passos necessários para construir confiança dos motores de busca e dos usuários e que vai refletir nos seus rankings. 

E aqui está! Siga estes conselhos de SEO e garanta que quando o Google indexar seu website, está pronto para trazer resultados orgânicos. E veja os outros conteúdos que aconselhamos para tirar o máximo partido do conteúdo partilhado.
Boa sorte!

Share article
Post Views: 22
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

MAIS ARTIGOS
CONTEÚDO DE SEO
Usando o poder de links internos
Ago 05, 2020 14 min read

Conteúdo e links são 2 dos pilares do SEO. O papel essencial do conteúdo não pode sequer ser questionado. Links externos também têm muito valor. Ao mesmo tempo, oportunidades de linkagem interna são muitas vezes ignoradas, e há uma razão para isso. Para definir uma linkage interna de qualidade, precisa de investir muito tempo e esforço, para resultados que nem sempre são evidentes.

Kristina Green
CONTEÚDO DE SEO
Como Fazer uma Auditoria de Website otimizada para SEO
Ago 01, 2020 24 min read

Gerir um website requer muito esforço, e muito mais esforço do que pode parecer visto de fora. Um design otimizado para o usuário e conteúdo de qualidade são apenas a ponta do iceberg: há muitos processos a correr fora da vista do usuário. E apesar dos especialistas de SEO não estarem com a função de otimizar o código, devem pelo menos saber ler lingaugens de programação para poder analisar os processos que determinam o sucesso em SEO de um website. E isto transmite-se em fazer auditorias ao website com regularidade.

Kristina Green