Kristina Green
Ago 18, 2020 | 19 min read

Se você é responsável pelo SEO não há como não lidar com backlinks e analsiar a sua qualidade. Claro que toda a gente está à procura desses backlinks de qualidade. Mas alguma vez se perguntou o que é que isso significa?

De certeza que já ouviu a história, e é algo assim:

Está numa batalha constante para ter backlinks no seu website, e sabe que o velho ditado “Quantos mais backlinks, melhor” é um mito do SEO. “Quantos mais backlinks de qualidade, melhor” soa muito melhor, e é bem verdade. Mas como pode dizer se um backlink é bom ou mau desde o princípio?

Continue a ler para perceber o que deve fazer e que lhe vai permitir analisar a qualidade de um backlink e que métricas podem ajudar com isso.

Porque é importante analisar a qualidade dos backlinks

Há alguns anos, a Backlinko analisou mais de 1 Milhão de resultados de pesquisa do Google para confirmar que os backlinks continuam um factor de ranking muito importante. O único problema é que nem todos os backlinks têm o mesmo grau de influência:

  • Bons backlinks podem aumentar bastante os seus rankings e tráfego
  • Maus backlinks no melhor dos casos não trazem resultados, e no pior dos casos prejudicam o seu website

Isto nem sempre foi o caso. Lá para o ano 2000, muitos especialistas de SEO compravam backlinks, quando e onde precisavam deles, e sem se preocuparem com a qualidade. Como resultado, os rankings do website aumentaram de acordo com a quantidade dos backlinks comprados. Naturalmente, o google atualizou a sua estratégia de backlinks através do Algoritmo Penguin e mudou o foco de quantidade para qualidade. Isto significa que hoje em dia, certos tipos de backlinks foram prejudicados, pois o conteúdo para onde estãoa direcionar não é útil nem relevante. 

E é aqui que nos devemos lembrar qual o principal objetivo dos backlinks.

Em resumo, se o seu website tem um backlink, sito normalmente significa que o seu conteúdo tem valor – é relevante, interessante e útil. Para mostrar ao Google que o seu website tem autoridade, deve dizer ao motor de busca que tem backlinks de qualidade para o seu nicho. 

Como mencionado acima, nem todos os backlinks são iguais. Há muitos fatores que  fazem de um backlink mais importante que outro – e há alguns backlinks que podem prejudicar o SEO. é por isso que é essencial compreender o que faz de um backlink de qualidade, e outro que merece ser bloqueado. 

Como verificar a qualidade de um backlink

Antes de abordar este tópico, vamos relembrar uma regra importante.

Não há uma métrica que vai determinar com precisão se um backlink tem ou não qualidade.

Mas ter a capacidade de interpretar métricas relacionadas com links vai ajudar a orientar e, depois de algum treino, perceber se o backlink tem, ou não qualidade, com facilidade.

Vamos ver o que precisa para isso:

1. Obtenha uma lista completa de backlinks

Se está a ver se consegue obter backlinks para um website, deve começar por analisar a estratégia de backlinks dos seus concorrentes. Dessa forma, vai ser capaz de perceber que websites estão abertos a falar sobre si, e perceber quais são os mais indicados.

A forma mais fácil de obter uma lista de backlinks para qualquer domínio é usar uma ferramenta como o Verificador de Backlinks do SE Ranking. Como pode ajudar?

O SE Ranking recolhe todos os backlinks e dá dados adicionais para cada link encontrado: estado, MOZ DA, Sinais Sociais, Indexação e muitos outros parâmetros importantes. Estes dados permitem que analise rapidamente quase todas as métricas de um website de origem de backlink num único painel. 

Portanto, assim que tiver a lista de backlinks assim como as métricas, toca saber o que realmente importa.

2. Obtenha métricas de Ferramentas de SEO

Quando falamos sobre analisar backlinks, temos de o fazer ao analisar a fonte do backlink.

Aqui falamos de métricas de uma 3ª partem como o DA, Alexa Rank e Majestic Flow que demonstram apenas como um website com um backlink se compara aos outros. 

MOZ DA

MOZ DA é um valor de autoridade do domínio desenvolvido pelo MOZ que prevê como um website vai rankear nos SERPs. A MOZ DA é classificada até 100 pontos, em escala logarítmica. Um resultado mais alto corresponde a uma maior facilidade de rankear. Por outras palavras, é bastante mais fácil fazer crescer o resultado de 20 para 30 do que de 70 para 80. 

Esta métrica tem em conta vários fatores, assim como a origem dos domínios com links, e o número total de backlinks. Indiretamente, este parâmetro ajuda a analisar um domínio em termos da sua competitividade nos resultados de pesquisa. 

Alexa Rank

Alexa Rank é um sistema de rankeamento desenvolvido pela alexa.com para medir a popularidade de um website. O ranking de um website é uma combinação de Visitas Únicas e Pageviews. Quanto mais baixo for o Alexa Rank, melhor. 

Note que websites com pouco tráfego não vão conseguir ter um Alexa Rank preciso. O que isto significa é que um website com um ranking de 1.000.000 e um website com um ranking de 2.000.000 têm pouca diferença estatística em termos de tráfego. No entanto, quando um website se aproxima do primeiro lugar, a sua classificação torna-se mais confiável.

Os Rankings Alexa servem apenas para domínios de topo apenas (domínio.com). Não dão resultados para páginas secundárias num domínio (domínio.com/vender.html), ou subdomínios (vender.domínio,com) a menos que seja capaz de identificar como homepages ou blogs. 

Pode facilmente verificar o MOZ DA e o Alexa Rank no Verificador de Backlinks do SE Ranking, assim como 13 outros parâmetros. 

Majestic

Majestic tem uma série de métricas bastante extensa, e mais do que as que precisa de analisar ao determinar o dador de um determinado backlink. 

CF (Citation Flow) é uma métrica especial que varia de 1 a 100. Define a fora do website ao analisar quantos websites linkam para esse. É usado em combinação com o TF. 

TF (Trust Flow) é uma métrica especial que varia de 1 a 100. Prevê a confiança de um website com base em quantos websites de confiança linkam para ele. O CF vai ser sempre mais alto que o TF, pois há muitos backlinks, mas nem todos têm autoridade e relevância. 

Ou seja, o CF mostra o Link Juice, enquanto o TF mostra se os links utilizados são de websites de qualidade.

Se quer analisar o dador de um backlink, basta fazer o seguinte cálculo: Trust Flow / Citation Flow. o número resultante (rácio) vai mostrar se está ou não a lidar com um website de qualidade,. O resultado que procura aqui é superior a 1. 

Depois de analisar estes principais parâmetros, não se apresse para chegar a conclusões sobre o determinado website. As métricas exploradas vão permitir ver as principais características de um website, mas não são suficientes para analsiar os backlinks. De qualquer forma, estas métricas não são 100% precisas, e podem ser manipuladas, pelo que precisa de analisar cada link individualmente. 

3. Analise os parâmetros de backlinks por si

Aqui vamos cobrir as principais métricas que deve cobrir por si. Claro que não precisa de fazer isto manualmente graças a ferramentas como o Verificador de Backlinks do SE Ranking. Com a ferramenta, pode subir uma lista de backlinks e verificar contra determinados parâmetros de SEO:

  • Perfil de backlink dador: deve consistir de domínios confiáveis e relevantes.

Se há alguns recursos com um alto índice de spam no perfil de backlinks de um website, é aceitável. Se metade dos backlinks têm um alto índice de spam, ou mais, o seu website pode ser prejudicado pelo motor de busca. E isso é algo que queremos evitar em qualquer momento. 

Para analisar o perfil de backlinks de um website, basta verificar o domínio que quer graças ao nosso Verificador de Backlinks. Desta forma, vai ver quantos backlinks o domínio tem, e outras métricas importantes. 

  • Do Follow/No Follow: lembre-se que o perfil dos backlinks deve ser diverso e saudável

Se quiser saber qual é melhor – follow ou nofollow – a resposta é concerteza dofollow. Este é o tipo de links que o Google de certeza que tem em consideração para rankear e indexar a página. 

Mas se quer saber que tipo de links deve ter apenas no seu perfil de backlinks, não há resposta certa. 

Ambos os tipos de links merecem o seu lugar no mundo do SEO. por esta razão o perfil de backlinks deve ter um balanço entre links dofollow e nofollow. 

  • Sinais Sociais: Gostos, Partilhas e Comentários nas redes sociais. 

As pessoas apenas partilham conteúdo se ele é de qualidade. E não há mensagem mais forte para os motores de busca sobre a qualidade de um website. Claro que se o website não tem botões de partilha no seu website, a métrica não vai ser relevante. 

Por isso, ao analisar esse fator, tenha em conta se o website tem botões de partilha nas suas páginas e se a sua presença aumenta a visibilidade social dos backlinks na sua página. O SE Ranking, por exemplo, mostra quantas pessoas partilharam uma página com um backlink no Facebook. 

  • Indexação: as páginas do website devem estar indexadas pelo motor de busca

Quando analisar websites com backlinks, verifique se as páginas (por exemplo, artigos recentes) estão indexados no Google. Para isto, basta olhar para o URL no Google e ver se a página aparece nos resultados de pesquisa. Se a página não estiver indexada, o backlink não contribui para os seus rankings.

E mais, pode analisar se a página com um link está indexada no Google através do Verificador de Backlinks do Google. Por exemplo, um website pode ter backlinks que não estão indexados, o que significa que o dador dos backlinks não é um dos preferidos pelo Google para indexar. Desta forma, pode tomar a decisão de ter um backlink numa determinada página, ou não. 

4. Por fim, considere as métricas indiretas

Antes de chegar a uma conclusão acerca da qualidade dos backlinks, vamos analisar algumas métricas adicionais que são importantes mas raramente podem ser conclusivamente interpretadas. 

  • Tráfego: Quanto mais alto o tráfego, mais útil e confiável é o dador. 

O volume de tráfego mostra se o recurso que estamos a analisar é útil para os usuários. Se for alto, pode esperar que uma aprte do seu tráfego vai cair nos seus backlinks potenciais, e isto é um factor chave. 

Uma falta de tráfego aponta para a baixa credibilidade do website e, assim, uma falta de benefício dos backlinks a apontar para ele. Muitas vezes, o baixo tráfego mostra uma baixa qualidade na informação dada ao usuário. 

Mas há armadilhas.

Primeiro “Quanto mais tráfego, melhor o website” nem sempre funciona. Há muitos websites de fraca qualidade com bastante tráfego, gerado por bots. E mais, o número de visitantes pode ser manipulado. 

Depois, não é possível estimar com precisão o volume de tráfego de um website – apenas aproximar. Mesmo assim, pode estimar o tráfego de um website com a Análise de Concorrentes SEO/PPC do SE Ranking, SimilarWeb, ou Alexa

Preste sempre atenção ao tráfego, às suas fontes e analise os dados para se assegurar de que faz sentido.

  • Links externos: Quantos menos, melhor

É importante verificar quantos links externos uma página tem num determinado website. Se um website estiver a participar em esquemas de links e estiver a mencionar recursos de baixa qualidade, pode afetar os rankings do website se tiver um backlink a apontar para uma fonte pouco confiável.

Veja isso desta forma: o sumo do link que pode ter é dividido pelo total de links numa página. Claro que, se o website estiver a linkar para centenas de websites de baixa qualidade, o valor do backlink vai ser quase zero, ou mesmo negativo. 

  • Relevância do Website e da Página: os dadores de backlinks devem ser do mesmo nicho, e devem linkar a websites relacionados, apenas. 

Brian Dean menciona que te links de websites “esperados) (Websites da mesma indústria) pode ajudar o Google a confiar mais no website analisado. 

Isto é verdade! O Google tornou-se muito capaz de perceber links de websites sem qualquer relevância. Por exemplo, se o seu website vende sorvete, o link de um website de automóveis não tem qualquer valor, e vai ser negativamente visto pelos usuários e pelos motores de busca. 

E mais, é importante não só analisar o website inteio, assim como o link em si. Um website de aluguel de carros que redirecione para um website de yoga é aceite, por exemplo, em casos em que alguém que tem um studio de yoga deixe uma boa opinião no website de aluguel de carros, por exemplo. 

Claro que há alguns websites que são relevantes, mesmo com backlinks bem diversos, por exemplo, sites de notícias. No entanto, recomendamos que tenha sempre em consideração o contexto de cada vez que analisa a qualidade de um backlink. 

  • Localização do Link: Links no conteúdo são mais valiosos do que links no rodapé ou nos comentários

É importante perceber quando um link de qualidade deve ser colocado. A localização do backlink mostra ao Google se o link é valioso ou não. Os motores de busca depois verificam se o link faz parte do conteúdo da página (link de conteúdo) e, assim, chegam a uma conclusão sobre a sua importância para os visitantes. Se os backlinks estiverem escondidos no rodapé, barra lateral ou comentários do blog, têm muito menos valor de SEO. 

Preste também atenção onde na página o link aparece. Quanto mais cedo na página ele aparecer, mais importante é para os usuários (e portanto para os motores de busca). Como pode ver nesse artigo, os links que são mais prováveis de serem clicados pelos usuários são os que têm uma posição mais importante na página, e tendem a ter mais peso nos motores de busca. É por isso que backlinks em comentários têm valor, mas muito menor do que se for no topo do artigo. 

  • Âncora: Deve ser diversa, e parecer o mais natural possível. 

Antes de decidir ter um backlink, assegure-se que é relevante, que corresponde ao tópico, não tem erros gramaticais e não tem demasiada informação. O texto âncora deve ser uma combinação de menções à marca (70%), links nus (20%), âncoras genéricas (5%) e âncoras de alcance de palavras-chave (5%). 

Resumindo os parâmetros mencionados acima, pode avaliar a qualidade de cada backlink e perceber se quer, ou não, um backlink do dador acima.

Agora é a sua vez

Enquanto o Google trabalha para melhorar e otimizar os seus algoritmos, ele aprende como separar os links naturais do spam. Se não quer que os links externos prejudiquem seu website, e quer que o ajudem, deve analisar cada backlink e perceber se merece ou não redirecionar para o seu website. 

Agora é a sua vez – pode avançar e perceber que websites podem ter backlinks de qualidade, graças ao Verificador de Backlinks do SE Ranking.

Share article
Post Views: 52
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

MAIS ARTIGOS
CONTEÚDO DE SEO
Guia de SEO para novos Websites
Ago 18, 2020 30 min read

Nesse artigo vamos ver como trabalhar o SEO de um website que está pronto, mas ainda fora do radar dos motores de busca. Mas antes antes disso, vamos perceber o que é um novo website para os motores de busca.

martim
CONTEÚDO DE SEO
Usando o poder de links internos
Ago 05, 2020 14 min read

Conteúdo e links são 2 dos pilares do SEO. O papel essencial do conteúdo não pode sequer ser questionado. Links externos também têm muito valor. Ao mesmo tempo, oportunidades de linkagem interna são muitas vezes ignoradas, e há uma razão para isso. Para definir uma linkage interna de qualidade, precisa de investir muito tempo e esforço, para resultados que nem sempre são evidentes.

Kristina Green
CONTEÚDO DE SEO
Como Fazer uma Auditoria de Website otimizada para SEO
Ago 01, 2020 24 min read

Gerir um website requer muito esforço, e muito mais esforço do que pode parecer visto de fora. Um design otimizado para o usuário e conteúdo de qualidade são apenas a ponta do iceberg: há muitos processos a correr fora da vista do usuário. E apesar dos especialistas de SEO não estarem com a função de otimizar o código, devem pelo menos saber ler lingaugens de programação para poder analisar os processos que determinam o sucesso em SEO de um website. E isto transmite-se em fazer auditorias ao website com regularidade.

Kristina Green